O QUE É?

A ODS Week tem como objetivo fomentar a cultura da inovação e acelerar a busca de soluções criativas para desafios municipais associados ao alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Durante uma semana os interessados irão receber conteúdos diários sobre metodologias participativas, co-criação de ideias inovadoras e a importância das políticas baseadas em evidências. Os servidores municipais poderão também participar do Prêmio ODS Week que irá reconhecer e premiar as melhores soluções para desafios prioritários que impactam no desenvolvimento da cidade de Niterói.
 

WORKSHOP ODS WEEK | 02 DE MAIO -9h - 18h

Pessoas, organizações, redes e conexões de diferentes lugares que estão promovendo a cultura da inovação no setor público em sintonia com os ODS irão compartilhar as suas experiências com os servidores de Niterói.
9h - 10h
COFFEE BREAK E RECEPÇÃO DOS PARTICIPANTES
10h - 11h
MESA DE ABERTURA
Niterói | Colab | ONU Habitat | Apresentação ODS Week
Apresentação ODS Week Apresentação Colab
11h - 12h30
MESA 1 - GESTÃO PÚBLICA INOVADORA
11h - 11h20
WeGov - Gabriela Tamura
Fundadora e Diretora de Negócios da WeGov Apresentação
Gabriela Flores Tamura é Fundadora e Diretora de Negócios da WeGov. Administradora Pública graduada pela Universidade do Estado de Santa Catarina, Pós-graduada em Gestão Pública pela Universidade Aberta do Brasil. Resiliente de plantão começou seu relacionamento com o setor público há 16 anos. Conhece bem a realidade do governo e resolveu ajudar.
11h20 - 11h40
Mobilab – Fernando Nogueira
Coordenador do Laboratório de Cidades Inteligentes de São Paulo Apresentação
Fernando Nogueira é Coordenador do Laboratório de Cidades Inteligentes de São Paulo, vinculado à Secretaria de Inovação e Tecnologia da Prefeitura de São Paulo. É professor na FGV-SP, instituição onde fez Mestrado e Doutorado em Administração Pública e Governo. É pesquisador e ativista em inovação pública, gestão de associações sem fins lucrativos e investimento social privado.
11h40 - 12h
Instituto Arapyaú – Marcelo Cabral
Gerente Executivo do Programa de Cidades e Territórios Apresentação
Formado em Administração Pública pela FGV-EAESP e Mestre em Políticas Públicas pela Universidade da Califórnia - Berkeley. Entre 2008 e 2018, atuou como servidor público federal pela carreira de especialista em políticas públicas e gestão governamental (EPPGG), passando pelas esferas federal, estadual e municipal. Atualmente licenciado, é Gerente Executivo do Programa de Cidades e Territórios do Instituto Arapyaú.
12h - 12h30
Debate
12h30 - 13h30
ALMOÇO
13h30 - 15h20
MESA 2 - CASOS DE INOVAÇÃO EM PREFEITURAS
13h30 - 13h50
Prefeitura de Recife – Tullio Ponzi
Secretário Executivo de Inovação Urbana do Recife Apresentação
Tullio Ponzi, 33 anos. Secretário Executivo de Inovação Urbana do Recife e idealizador do Programa Mais Vida nos Morros. Estudou políticas públicas na The University of Chicago- Harris School of public policies. Participou do Emerging Leaders Program 2013 da Harvard Kennedy School of Government; E se formou em Liderança e Desenvolvimento Infantil pela Harvard University, INSPER, Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal e Bernard Van Leer Foundation. Foi Secretário Executivo de Coordenação Geral da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos de Recife; Chefe de Gabinete da SEPLAG do Governo do Estado de Pernambuco, onde coordenou a urbanização da Ilha de Deus; Representou o governo de Pernambuco no conselho de administração do Porto Digital; ITEP; FUNDARPE; Agencia Condepe-Fidem e Universidade de Pernambuco-UPE, além da camara técnica da SUDENE. No complexo industrial portuário de Suape, era staff da presidência para estratégia, sustentabilidade e competitividade. Foi aos 23 anos diretor administrativo da intervenção do Estado no Hospital de Cancer de Pernambuco.
13h50 - 14h10
Prefeitura de Teresina – Anna Karina
Assessora de Governo Aberto na Agenda Teresina 2030 e Mariana Fiúza - Especialista em Inovação no Setor Público da Agenda Teresina 2030
Arquiteta e Urbanista, formada pela Faculdade Instituto Camilo Filho - ICF em 2013. Especialista em Master em Arquitetura e Iluminação pelo Instituto de Pós-Graduação - IPOG, Teresina - PI. Em 2017, foi nomeada como Assessora de Governo Aberto na Agenda Teresina 2030 da Prefeitura Municipal de Teresina.
 
Prefeitura de Teresina – Mariana Fiúza
Especialista em Inovação no Setor Público da Agenda Teresina 2030 Apresentação
Arquiteta e Urbanista. Mestra em Urban Management and Development no Institute for Housing and Urban Development Studies, Erasmus Universiteit Rotterdam, com foco em laboratórios urbanos de inovação. Em 2018, fundou o coletivo de afetividade urbana in.surge (@in.surge). Colaboradora da Non-Architecture e do Copenhagen Institute for Future Studies. Fez parte de diversos workshops em planejamento urbano em diferentes contextos socioeconômicos, como Tbilisi (GEO), Yekaterinburg (RUS) e Bodø (NOR). Desde 2018, é Especialista em Inovação no Setor Público da Agenda Teresina 2030 da Prefeitura Municipal de Teresina.
14h10 - 14h30
Prefeitura de Salvador – André Fraga
Secretário de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência Apresentação
Engenheiro Ambiental, pós-graduado em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e doutorando pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), exerce atualmente a função de Secretário Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência de Salvador. Ocupa a Coordenação Nacional do Fórum de Secretários de Meio Ambiente das Capitais Brasileiras (CB27) e a vice-presidência da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (ANAMMA), além de representar Salvador em redes internacionais de cidades como a C40 Cities-Climate Leadership Group, 100Cidades Resilientes, Cities4Forests e ICLEI-Local Governments for Sutainability. Integra a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS).
14h30 - 14h50
Prefeitura de Niterói - Marília Ortiz
Subsecretária de Planejamento Apresentação
Mestre em Administração Pública e Governo pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e graduada em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo (USP) com dez anos de experiência em projetos para o setor público. Foi bolsista pelo Instituto República do curso executivo para líderes públicos “Leadership in a Challenging Century” da Universidade de Columbia (NY). Foi gerente de projetos de modernização da gestão na SEPLAG e responsável pela regulamentação e implantação da Lei de Acesso à Informação - o que levou a Prefeitura de Niterói a obter reconhecimento do Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União com a nota máxima nos seus rankings de cumprimento da transparência. Atuou como Coordenadora-Adjunta da Política Municipal de Participação Social na Prefeitura de São Paulo, como pesquisadora do Centro de Estudos e Pesquisas em Administração Pública e Governo (CEAPG-FGV) e trainee do Projeto de Avaliação de Impacto da Política Social financiado pelo BID no Governo do Estado de São Paulo. Foi consultora em projetos de prevenção da corrupção para o PNUD e fortalecimento institucional para a ONU Mulheres. É membro da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS) que integra lideranças comprometidas com o fortalecimento da democracia e a melhoria da eficiência na gestão pública. Assumiu a Subsecretaria de Planejamento da SEPLAG em 2017.
14h30 - 14h50
Debate
15h20 - 15h50
COFFEE BREAK
15h50 - 18h
MESA 3 - POLÍTICAS PÚBLICAS BASEADAS EM EVIDÊNCIAS
15h50 - 16h10
IBGE - Paulo Jannuzzi
Pesquisador do IBGE Apresentação
16h10 - 16h30
ObservaVix - Ramires Brilhante
Assessor do Observatório de Indicadores Apresentação
Ramires Mauricio Brilhante, Pedagogo com especialização em educação para zonas rurais. Atuou no terceiro setor na área de planejamento e captação de recurso. Há 10 anos trabalha como servidor público na Prefeitura de Vitória, no momento gerencia o ObsevaVix – Observatório de Indicadores.
16h30 - 16h50
Casa Fluminense - Henrique Silveira 
Coordenador Executivo Apresentação
Formado em Geografia, com mestrado em Cultura e Comunicação, ambos pela UERJ/FEBF. Atualmente é Coordenador Executivo da Casa Fluminense, uma associação dedicada a construção de políticas e ações públicas no Rio. Antes, trabalhou como Analista de Responsabilidade Social do SESC-Rio, atuando na gestão de projetos de Ação Comunitária e Educação Ambiental. Também trabalhou no instituto Pereira Passos (IPP-Rio), como Gestor Local do Programa UPPSocial, e no IBGE, como Supervisor Censitário durante o Censo 2010. Possui habilidades de comunicação, gestão de projetos e liderança de equipes. Seus principais interesses são em desenvolvimento urbano, políticas públicas, empreendedorismo social e redução de desigualdades sociais.
16h50 - 17h10
UFF - Prof. DSC Flávia Bernardini
Professora da UFF Apresentação
Data Scientist Researcher, focusing on Smart Cities, Machine Learning, Artificial Intelligence and Human Computer Interaction. Interests in Big Data, Data Mining, Machine Learning, User Experience, Open Data and IT Technologies in Smart City. Large experience in research and development for solutions using data mining, machine learning and big data on many domains, specially in Smart Cities, E-Government and Oil & Gas.
17h10 - 17h30
Cidadis - Jean Caris
Sócio Diretor
17h30 - 18h
Debate
Caminho Niemeyer
R. Jorn. Rogério Coelho Neto, s/n - Centro, Niterói - RJ, 24020-011

9h às 18h

PRÊMIO ODS WEEK | DIA 09 DE MAIO - 14h - 18h

Para participar do Prêmio ODS Week os servidores municipais deverão se inscrever em grupos intersecretariais de 3 a 5 integrantes. O desafio é apresentar soluções inovadoras, criativas, viáveis, com capacidade de gerar impactos tangíveis e que incluam a participação da sociedade na construção de alternativas e na implementação das ações para 07 problemas críticos vinculados às áreas de resultado do Plano Niterói que Queremos e aos ODS da ONU.

 
Baixe o regulamento Conheça os desafios Faça login e envie o Projeto


As soluções apresentadas serão avaliadas por um júri qualificado e as três melhores receberão prêmios:

 

1º Lugar

20 mil
 

2º Lugar

15 mil
 

3º Lugar

10 mil
 
14h - 14h20
Abertura
14h20 - 14h40
Palestra Manuel Bonduki: Gnova
14h40 - 15h
Sorteio da ordem das apresentações
15h - 16h40
Apresentações das equipes
16h40 - 17h10
Coffee Break e deliberação jurados
17h10 - 17h40
Apresentação David - Elogroup
17h40 - 18h
Anúncio dos vencedores e premiação
Auditório do Centro Administrativo do Caminho Niemeyer (Prédio Espelhado)
R. Jorn. Rogério Coelho Neto, s/n - Centro, Niterói - RJ, 24020-011

14h às 18h

PREMIADOS

Posição Grupo Desafio Nota Final
O CAMINHANIT ESCOLA tem a proposta de oferecer uma alternativa de mobilidade e educação segura, saudável, sustentável, participativa, fácil de usar e barata aos pais organizando trajetos/rotas guiados a pé de casa à escola e vice versa com os guias do CAMINHANIT ESCOLA. Com a adesão da comunidade escolar ao projeto pretende-se reduzir o índice de circulação de veículos nos horários de pico que causam o congestionamento na cidade, e assim a redução da poluição, redução de custos em relação ao transporte escolar, diminuição do sedentarismo infantil estimulando a caminhabilidade.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,73 2,55 2,36 2,73 2,36 12,73
O NitHub Periferia Criativa tem como objetivo principal potencializar empreendimentos criativos em favelas e territórios periféricos da cidade, através de um conjunto articulado de ações que reconheçam empreendimentos e empreendedores periféricos, estimulem a inovação, deem suporte para empreendedores, fomentem negócios e fortaleçam redes e iniciativas na área da economia criativa da cidade.
Nossa proposta se baseia na compreensão de que as favelas e territórios periféricos são os principais polos de inovação e criatividade no momento atual e que fortalecer os negócios criativos gestados por seus moradores proporciona uma ação concreta e direta no combate à desigualdade social. Em nossa concepção, territórios anteriormente desvalorizados em sua potencialidade econômica devem ser identificados como estratégicos para a geração de emprego e renda para todos e para que nossa cidade seja mais igualitária, democrática e sustentável.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,73 2,36 2,00 2,91 2,55 12,55
O presente projeto objetiva a separação correta dos resíduos sólidos em uma comunidade específica do município de Niterói, tendo esta uma população aproximada de 17.000 habitantes e geração estimada de 17 toneladas/dia. Propõe-se a utilização de equipamentos inovadores no que tange a separação de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, uma vez que o volume diário de resíduos produzidos na comunidade corresponde a 2,8% do gerado em toda a cidade. Para sucesso do projeto, será incluída a comunidade como um todo para questões de educação ambiental e sustentabilidade, estimulando a coleta seletiva e tendo como consequência direta o aumento do volume de resíduos recicláveis, bem como a inclusão socioeconômica pela construção e implantação do galpão de reciclagem para a própria comunidade.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,55 2,82 2,36 2,45 2,18 12,36
O projeto Ciclo Vivo se dá pela implantação de pátios de compostagem e hortas comunitárias em conjuntos de habitação social e em comunidades que recebem obras de urbanização, utilizando canteiros de obras desativados e/ou terrenos públicos ociosos. Através desse projeto, a população é convidada a realizar a coleta seletiva, entregar seus resíduos orgânicos e recicláveis nos pontos de entrega voluntária, operar o pátio de compostagem e realizar agricultura urbana nos canteiros das hortas. O poder municipal arca com os custos da implantação, operação e realiza o acompanhamento das atividades do projeto por vinte e quatro meses. Nesse período, a comunidade recebe os subsídios necessários para que, ao seu término, consiga manter o projeto de forma independente e que, através dele, tenha acesso a alimentos orgânicos, trabalho e renda.
O objetivo desse projeto é ampliação da reciclagem de resíduos sólidos da cidade, através da destinação adequada dos resíduos orgânicos à compostagem e o estímulo a uma gestão de resíduos descentralizada. Esse projeto é uma alternativa inovadora, visto que não há soluções visando o tratamento de resíduos orgânicos implantadas pela gestão municipal. Como o produto da compostagem é o composto orgânico, este será utilizado nas hortas comunitárias associadas, para a adubação do solo e produção de alimentos. O projeto é autossustentável e como resultados temos a redução da quantidade dos resíduos enviados para aterros, redução do custo de coleta, transporte e destinação final dos resíduos sólidos municipais, melhoria na coleta seletiva, o estímulo à agricultura urbana, produção e consumo de alimentos orgânicos, o aproveitamento racional do uso do solo urbano, o resgate da relação dos moradores com a terra e a convivência em comunidade.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,55 2,09 2,27 2,45 2,64 12,00
A presente solução “Fracasso escolar: velhos problemas, novas soluções” assume o enorme desafio de enfrentar os altos índices de distorção idade-série na rede municipal de ensino de Niterói, fenômeno este diretamente associado à experiência do fracasso escolar. Tal experiência, produtora de sofrimento para estudantes, suas famílias e, também, para profissionais de ensino, é entendida nesta proposta enquanto construção social e não meramente resultado de processos individuais. Dessa forma, a solução aqui proposta busca responder à complexidade subjacente ao problema do fracasso escolar por meio de intervenções que atravessam três(3) eixos de trabalho: 1. o desenvolvimento de mecanismos concretos para fomentar a participação das(os) estudantes na escola, como meio de resgatar o sentido das suas vivências neste espaço; 2. o debate curricular nas escolas da rede municipal de ensino de Niterói, buscando romper com a lógica do currículo normativo-prescritivo e fragmentado; 3. ações intersetoriais entre os setores de Educação, Saúde e Assistência Social a fim de romper com o isolamento da escola no enfrentamento da complexidade do problema. Em interferência recíproca, estes três eixos confluem para a constituição de uma escola mais democrática e inclusiva para todas(os), trazendo efeitos para a superação do fracasso escolar.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,27 1,91 1,82 1,73 2,27 10,00
Introdução do serviço de acompanhamento das gestantes e recém-nascidos através de Doulas da própria localidade/comunidade e aplicativo/sistema específico voltado para acompanhamento do prontuário e quadro de saúde da gestante com capacidade de ser visualizado nas redes de saúde com recurso de atendimento emergencial e chat entre gestantes e com a rede de saúde e Doula.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,18 2,45 1,55 1,36 2,09 9,63
O Projeto intitulado em “Compostagem para Uso no Paisagismo em Áreas Urbanas” foi desenvolvido em conjunto com as Secretarias de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade (SMARHS), Secretaria Municipal de Governo (SEMUG) e a Companhia de Limpeza Pública (CLIN), cujo objetivo é intensificar o embelezamento do município, melhorando a nutrição da vegetação existente nos parques, hortos, canteiros públicos, praças e rótulas utilizando a adubação periódica contando com o engajamento da sociedade, compartilhando a responsabilidade de conservar e manter os jardins públicos criando espaços para lazer, e áreas turísticas na cidade, fortalecendo ações de sustentabilidade e a consciência pública de preservação e conservação ambiental.
O Projeto visa além da melhora na qualidade nutricional que aumenta o tempo de vida das espécies e as fortalece quanto ao ataque de pragas e doenças, ações que favorecem a preservação do meio ambiente, a melhor qualidade de vida da população, ações cidadania e fatores econômicos. Como por exemplo, temos a melhora da qualidade do ar e do clima, redução dos custos com o tratamento dos resíduos sólidos, e aumento do tempo de vida útil dos aterros sanitários.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,00 1,73 1,73 2,00 2,00 9,46
A implementação de um processo de criação do Código de Ética Participativo das escolas da rede municipal de educação de Niterói é uma expressão da importância da dimensão ética em nossas decisões e condutas diárias.
Entre as diversas possíveis causas da distorção idade-série, pode-se citar a falta de apoio familiar, a baixa escolaridade dos pais, o trabalho infantil, a falta de identificação com o ambiente escolar, o que leva o estudante a ingressar tardiamente no ensino ou até abandonar o ambiente escolar.
A promoção do debate ético permanente nas escolas e a conscientização acerca da necessidade da discussão da complexidade das relações sociais, familiares e escolares, a realização de acordo ético específico de cada escola do Município através de intensa participação digital dos atores envolvidos e consolidação de um Código de Ética Participativo da rede municipal de educação de Niterói, o Monitoramento contínuo do cumprimento do Código de Ética Participativo com possibilidade de sugestões, adaptações e fiscalização através do aplicativo colab.re. vincula-se diretamente ao combate das causas desse problema.
O resultado é uma definição clara dos princípios que norteiam as ações e dos compromissos de conduta acordados entre as partes envolvidas, o que favorece a diminuição dos atuais índices de distorção idade-série da rede municipal de educação de Niterói.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,55 2,09 1,64 1,73 2,00 9,01
Considerando que um dos pressupostos de processos de desenho de ideias inovadoras seja a prototipagem e a avaliação do produto a ser criado é que está sendo proposto pela Equipe MOBILIDADE TÁTICA o desenvolvimento de um aplicativo, que está sendo chamado de Mobnit, que crie uma nova experiência com o cidadão na GESTÃO DOS DESLOCAMENTOS, considerando todos o modos de transporte e uma nova ferramenta de gestão, planejamento e engajamento para o poder público.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,09 1,82 1,28 1,73 2,00 8,92
A solução proposta divide-se em três macro ações: a construção do Hub EducaNit - espaço permanente de formação e planejamento para professores, com foco em inovação educacional; desenvolvimento e disponibilização do aplicativo Frequencímetro - APP de integração da rede de atenção à criança e ao adolescente para prevenção da infrequência e do abandono escolar; e redimensionamento dos tempos e espaços escolares por meio do Programa Novos Rumos. Objetivamos, com isso, a diminuição da taxa de distorção idade-série da rede municipal em 3 (três) pontos percentuais a cada ano de execução do projeto. Entre os resultados almejados, enumeramos a constituição de um ecossistema de inovação e proatividade no âmbito da atuação docente, uma maior integração dos diferentes atores da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente, com favorecimento dos mecanismos de Busca Ativa no combate ao abandono escolar e a superação da burocracia existente no nível de interação institucional entre os diferentes órgãos atualmente e, por último, a transformação dos ambientes escolares em espaços mais voltados para as necessidades de vida das crianças e jovens e, portanto, mais relevantes para esses, culminando, assim, na superação da desmotivação e do desinteresse dos estudantes pela escola.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,55 1,64 1,82 1,55 2,36 8,92
Serão implantadas em nosso município 5 hortas comunitárias em diferentes regiões, sob supervisão do poder local e executadas pela comunidade do entorno das áreas produtivas, através de chamamento público que convocará os interessados em participar do programa e cumprir com o princípio da proximidade. A retirada e manejo de resíduos é fundamental para tornar as áreas produtivas. Assim como a matéria orgânica para adubar a terra que será usada na horta por meio de composteiras. Com a proposta desta solução, pretende-se estimular a produção e consumo de alimentos sustentáveis; garantir soberania e segurança alimentar e o descarte adequado de resíduos.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
2,00 1,73 2,00 1,45 1,64 8,82
A participação social foi o principal ganho com o processo de democratização do Brasil. A partir do princípio democrático entendemos que todas as decisões de gestão pública deverão estar abertas à participação social, por meio dos instrumentos da democracia participativa. A partir dos avanços da tecnologia, vimos, nas últimas décadas, o surgimento de muitos canais de participação social, tais como: sites, rede social, aplicativos de denúncia, ouvidorias, consultas públicas, entre outros. Governos em todos os níveis, assim como atores da sociedade civil, têm buscado explorar, experimentar e estudar diversas possibilidades de usar as novas tecnologias, promover a transparência, a participação e o controle social da gestão pública a partir da oferta de canais digitais de interação entre governo e sociedade. Consideramos todos estes meios de participação como potencializadores de instrumentos de participação tais como os Conselhos Municipais, legalmente instituídos e com ampla representação da sociedade civil organizada, que de forma paritária dialogam, deliberam e fiscalizam o exercício da administração pública. Em nossa proposta defendemos o fortalecimento dos Conselhos Municipais, através da modernização tecnológica. A principal inovação permitirá a interação entre participação direta e representada, na medida em que o cidadão poderá participar das sessões plenárias em qualquer lugar e momento, por meio de Fóruns Virtuais. Como resultado vislumbramos o fortalecimento dos Conselhos Municipais, ampliando a participação tanto das instituições representadas quanto dos cidadãos, construindo as pautas coletivamente, participando das decisões, apresentando demandas e soluções de forma colaborativa. Como um desdobramento da proposta, pensamos na criação de um portal da participação onde reuniremos todos os canais de participação existentes no município dando maior publicidade às formas e possibilidades de participação e propomos também uma ação pedagógica com foco na formação do cidadão para ampliação da participação nos equipamentos públicos de tecnologia que temos em nossa cidade, através do Programa Niterói Digital.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,73 1,55 1,73 1,73 1,82 8,56
O projeto procura promover uma cultura de participação digital através da realização de oficinas em territórios que possuem baixa participação nas consultas realizadas pela Prefeitura de Niterói, além da criação de uma rede de participação social para disseminar as ferramentas de participação digital. Espera-se alcançar como resultados, a criação de uma relação de cooperação entre o Poder Público e a população local através destas ferramentas e a manutenção e construção da Cidade e estimular o sentimento de pertencimento do indivíduo em seu território.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,55 1,45 1,27 1,27 1,55 7,09
“Toda mulher tem o direito ao planejamento reprodutivos e atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério (pós-parto), bem como as crianças têm o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis.” (sítio Rede Cegonha). Para que possamos assegurar esses direitos, construímos esse projeto com o intuito de diminuir o índice da mortalidade infantil em nossa cidade, garantindo um pré-natal digno, seguro e eficiente para nossas usuárias. Por meio do desenvolvimento de algumas ações na atenção básica de saúde e em consonância com a rede hospitalar da cidade tem-se por objetivo alcançar uma maior captação e um melhor acolhimento para todas as mulheres grávidas assistidas pelo Sistema Único de Saúde em Niterói. Para tanto acredita-se que o empoderamento das Mulheres e um fácil acesso às informações pertinentes ao processo gestacional sejam requisitos para combater a diminuição da mortalidade infantil na cidade de Niterói. Em consonância à este objetivo a criação de uma plataforma tecnológica que congregue todas as informações necessárias a este empoderamento se faz necessário.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,27 1,00 1,73 1,27 1,27 6,54
O presente projeto pretende implementar ações que reduzam a desigualdade, tornando Niterói uma cidade cada vez mais inclusiva, levando à população em situação de rua políticas e serviços públicos. Como resultados esperados estão a identificação do perfil socioeconômico da população de rua, a democratização do acesso aos serviços e políticas públicas e a reinserção de tal população no mercado formal de trabalho.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,09 1,27 1,73 1,00 1,27 6,36
O Rua´rte levará cultura, arte e música, com uma linguagem prática e lúdica, popular e simples, de modo que estes indivíduos reconheçam a importância da “arte de rua” no seu cotidiano e possam descobrir em si novas habilidades, competências e prazeres, promovendo o empoderamento e o conhecimento, formando um alicerce sólido contra atitudes e atividades nocivas, possibilitando novas possibilidades de reinserção social destes indivíduos.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,18 1,00 1,55 1,18 1,09 6,00
Muros, calçadas, papelão, frio, olhares e possibilidades, a cidade se movimenta, alternando também seus protagonistas e figurantes. Pouco se conhece e se observa. Esse é o nosso cotidiano sem muros. Assim o Projeto “Entre Olhares e Possibilidades” se organiza em três eixos: o pulsar de uma rede, o transpor barreiras da invisibilidade através do despertar de potencialidades e a volta a sonhar. Isto é pensar o mundo a partir do olhar dessas pessoas. significa “desenvolver um olhar crítico sobre a cidade, seus territórios dispostos para a discriminação e a exclusão, sua organização do espaço urbano que reproduz ainda hoje, como há 120 anos, uma estrutura colonial, onde a cor é sinônimo de determinada condição social de (des) respeito e de falta de direitos e perspectiva de vida.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,18 1,00 1,45 1,18 1,00 5,81
O Projeto “Startup Niterói” enxerga o enorme potencial de transformação da indústria, inovação e da infraestrutura na cidade de Niterói. Dito isso, a solução para o tema escolhido é a criação de um espaço de inovação, denominado “Startup Niterói” no imóvel público, recém reformado pela atual gestão municipal, situado à Av. Feliciano Sodré, nº 43 – Ponta d´Areia. O imóvel é composto de dois andares e um anexo, amplo espaço de interação e convivência. O layout será pensado com o intuito de criar ambientes de trabalho que possam lembrar todo o conforto de suas casas, até mesmo para que os colaboradores possam se sentir à vontade e que mantenham suas mentes criativas. A ideia é que todo mobiliário corporativo possa ser o mais dinâmico e, com isso, haverá mais flexibilidade para desenvolver o ambiente que define a startup. Não sem razão, o layout adequado, propicia um melhor conforto, melhor ergonomia e aumento na produtividade.
Ver projeto
Notas
J1 J2 J3 J4 J5 Total
1,18 0,18 1,73 1,64 0,73 5,46
O desafio abordado foi como propiciar um ambiente favorável no município para a instalação de start up´s. O projeto consiste em criar uma incubadora de start up’s, onde essas seriam escolhidas a participar mediante concurso. A base dessas incubadoras seriam o desenvolvimento de soluções de inovação tecnológica voltadas para a melhoria da gestão pública, de forma a gerar eficiência e economicidade aos orgão publicos.
Ver projeto
Jurado 1 Jurado 2 Jurado 3 Jurado 4 Jurado 5 Total
1,27 0,27 1,00 1,45 1,09 5,08

CATEGORIAS DE PARTICIPAÇÃO NA ODS WEEK

Inscrição - 1. Quero acessar conteúdos exclusivos
Informe um nome válido
Informe um e-mail válido
Selecione um órgão
Inscrição - 2. Quero conhecer boas práticas de outros lugares
Informe um nome válido
Informe um e-mail válido
Selecione um órgão
Informe uma data válida
Informe um celular válido
Selecione um sexo
Inscrição - 3. Sou servidor e quero colocar a mão na massa
Informe um nome de grupo válido
Selecione um desafio
Integrante 1
Informe um nome válido
Informe um e-mail válido
Selecione um órgão
Informe um CPF válido
Informe uma data válida
Informe um celular válido
Selecione um sexo
Integrante 2
Informe um nome válido
Informe um e-mail válido
Selecione um órgão
Informe um CPF válido
Informe uma data válida
Informe um celular válido
Selecione um sexo
Integrante 3
Informe um nome válido
Informe um e-mail válido
Selecione um órgão
Informe um CPF válido
Informe uma data válida
Informe um celular válido
Selecione um sexo
Integrante 4
Informe um nome válido
Informe um e-mail válido
Selecione um órgão
Informe um CPF válido
Informe uma data válida
Informe um celular válido
Selecione um sexo
Integrante 5
Informe um nome válido
Informe um e-mail válido
Selecione um órgão
Informe um CPF válido
Informe uma data válida
Informe um celular válido
Selecione um sexo

É preciso concordar com o regulamento

1. Quero acessar conteúdos exclusivos
  • Conteúdos diários por email
2. Quero conhecer boas práticas de outros lugares
  • Conteúdos diários por email
  • Participação garantida no workshop ODS Week
3. Sou servidor e quero colocar a mão na massa
  • Conteúdos diários por email
  • Participação garantida no workshop ODS Week
  • Concorrer ao PRÊMIO ODS WEEK

LOGIN | Acesse o conteúdo exclusivo

DÚVIDAS? ENTRE EM CONTATO